Empreendedorismo feminino - motivações e desafios - Sennda Software

Agendar certificado digital

Blog

Empreendedorismo feminino – motivações e desafios


Empreendedorismo feminino - motivações e desafios

20nov2019


No dia 19 de Novembro (Terça-feira) foi comemorado o dia do empreendedorismo feminino no Brasil, e é realmente uma data importante a ser destacada. O Brasil é o 7° País com mais mulheres empreendedoras no mundo!

Atualmente, segundo levantamento do Sebrae, são aproximadamente 24 milhões de mulheres no Brasil empreendendo. Dessas, 54% optam pela prestação de serviço como principal função.

Apesar disso, existe uma movimentação natural das mulheres hoje em direção a liderança de empresas de tecnologia, onde algumas já optam por criarem a própria Startup e gerenciar uma ideia inovadora.

 

Perfil da mulher empreendedora

Segundo estudo realizado pelo RME (Rede de Mulheres Empreendedoras), a maioria das mulheres começa a empreender após os 30 anos, quando 52% delas já tem filhos e precisam complementar a renda ou decidiram aumentar a independência financeira.

69% dessas mulheres já possui algum nível de formação, como graduação ou pós-graduação, e esse conhecimento auxilia bastante na hora de montar seu próprio negócio.

Mas ainda existem aquelas que apesar de não possuírem uma formação em alguma área, desenvolvem suas habilidades em áreas específicas, como artesanatos, gastronomia, moda ou serviços relacionados a estética, etc.

Com isso, 38% desses negócios em algum momento acabam se tornando a renda principal da família.

O mais interessante desse perfil, é que mulheres tendem a contratar outras mulheres para trabalharem em seu negócio. Ou seja, são mais mulheres tendo a realidade transformada.

 

Motivação para empreender

Muitas mulheres veem no empreendedorismo a flexibilidade de tempo para a família sendo uma das principais motivações para se tornarem empreendedoras.

Naturalmente existem mulheres que tem um talento natural para o empreendedorismo, e isso acaba se desenvolvendo quando elas decidem assumir os riscos da vida empreendedora.

58% dessas mulheres acabam optando por trabalhos que conseguem realizar da sua própria casa, o que dá tempo para que ela continue exercendo funções familiares paralelas ao empreendedorismo.

 

Desafios

Um dos principais desafios levantados pela pesquisa do RME para o empreendedorismo feminino se encontra na dificuldade de gerenciamento de tempo entre família x trabalho.

Muitas mulheres ainda se sentem culpadas por estarem se dedicando a um sonho, ou uma carreira e com isso acabam tendo menos tempo para a família e filhos.

Mas esse pensamento tem mudado ao longo dos anos, o que é representado pela aumento do número de mulheres empreendedoras, principalmente com o crescimento apresentado nos últimos 3 anos.

Apesar da gestão financeira ser um grande desafio para algumas, 73% das mulheres tomam mais decisões sem ajuda de outras pessoas em comparação, entre os homens esse percentual fica em tordo de 44%.

Muitas precisam entender que o empreendedorismo é um caminho, as vezes, um tanto solitário, e que isso acaba gerando em muitas uma frustração e um sentimento de impotência diante das adversidades.  Mas isso é comum  tanto a homens quanto a mulheres.

 

Um caminho de transformação

O empreendedorismo para muitas mulheres é um caminho por onde ela consegue mudar, não apenas a realidade própria, mas da família e de outras pessoas.

A coragem necessária para começar a empreender transforma tanto a vida profissional, econômica como social de várias mulheres.

E o desejo pelo crescimento deve ser motivado por todos!

 

“O sucesso empreendedor de uma mulher é o sustento de muitas famílias”

 

Parabéns a todas as mulheres que assumiram riscos, enfrentaram as adversidades e lutam todos os dias para empreender em um mundo onde a mulher ainda é vista como menos capacitada!